A FAZENDA CAJU E O SEU "TERROIR"

Nós da Fazenda Caju temos orgulho de ser a primeira e única queijeira artesanal certificada no Rio Grande do Norte (Registro nº 0066) pela Lei Nivardo Mello nº10.230 de 07 de agosto de 2017.

Nossos queijos são feitos do leite “in natura” (queijo VIVO) de nossas próprias vacas, que são UNICAMENTE da raça zebuína GIR LEITEIRO, tendo 90% de sua alimentação produzida na própria fazenda. Além disso, nosso rebanho é livre de tuberculose e brucelose, sendo o único queijo de bovino produzido com leite livre no RN, o que oferece ao consumidor extrema qualidade e pureza, expressando o nosso terroir de forma singular.

Ordenha.jpeg

Nossos queijos são feitos do leite “in natura” (queijo VIVO) de nossas próprias vacas, que são UNICAMENTE da raça zebuína GIR LEITEIRO, tendo 90% de sua alimentação produzida na própria fazenda. Além disso, nosso rebanho é livre de tuberculose e brucelose, sendo o único queijo de bovino produzido com leite livre no RN, o que oferece ao consumidor extrema qualidade e pureza, expressando o nosso terroir de forma singular.

Embalagem atual.jpeg

Esse conjunto de dedicação, exclusividades e amor, torna o nosso queijo de coalho, único, o melhor! Queijo com textura maravilhosa, assa muito bem sem perder sua maciez. Mesmo sendo fresco, consegue-se perceber todo nosso terroir.

Ficamos na localidade de Riacho da Goiabeira, no município de Ceará-Mirim/RN, onde mantemos um trabalho social junto à comunidade local, qualificando para o trabalho com laticínios e desenvolvendo novas formas de artesanato. Assim, geramos novas fontes de renda e ocupação às pessoas, devolvendo a esta linda terra todo o bom que ela nos oferece.

Queremos lhe fazer um convite para vir nos conhecer. Nossa propriedade é simples, sem luxo, porém adoramos acolher visitantes para oferecer-lhes algumas horas de vida no campo de verdade! Agende uma visita. Venha degustar nossos produtos num ambiente rural e na companhia das nossas lindas gordinhas leiteiras!!

QUEIJO DE COALHO

No processo de produção a massa recebe um pré-cozimento, entretanto, assim como todos os demais queijos é considerado como queijo de leite cru, já que o “esquente” é realizado já na massa do queijo, e não no leite in natura, o que caracteriza o queijo artesanal.

Formato paralelepípedo, o mais comum. Peças de aproximadamente 500 gramas

ALGUMAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Localizaçao

Localizada em Ceará-Mirim/RN, a Fazenda Caju produz exclusivamente leite de vacas da raça Gir Leiteiro, leite comprovadamente menos alergênico

Produção

Totalmente artesanal, sempre prezando pela qualidade e segurança alimentar, sendo o rebanho certificado como livre de tuberculose e brucelose

Armazenamento

e validade

Por ser produzidos com leite cru nossos produtos são vivos, então, bem armazenados, não tem prazo de validade.

O ideal é que sejam envolvidos em papel filme e colocados em refrigerador

E se mofar, está estragado?

O mofo é um processo natural, já que é um produto vivo, então, se acontecer, só precisa lavar e consumir normalmente.

Os nomes dos nossos queijos são todos em homenagem a antigos engenhos de Ceará-Mirim

engenho-ceara-mirim.jpg

Selo de queijeira artesanal certificada

Visitas 7_edited.jpg
Antigas embalagens 3.jpeg
Nossa primeira embalagem. Não tínhamos rótulo.  A gente imprimia em casa.jpeg

Quem é Marinho?

Marinho de Sousa Neto, popularmente conhecido como Marinho, provém de uma família com longa tradição queijeira na Região do Seridó/RN. Sua bisavô e avó produziam queijos e seu tio produz queijos (há mais de 35 anos) na Fazenda Ipiranga no Seridó/RN, ou seja, já são três gerações de queijeiros na família.

 

Marinho afirma que em 2007 comprou uma propriedade em Ceará-Mirim, região distante cerca de 35 quilômetros da capital Natal, por apreciar a vida no campo. E então, logo começou a criar gado, por ser algo de que também gostava. Até então, não tinha planos de tornar isso algo profissional.

Marinho.jpeg

No final de 2017, resolveu comprar um gado Gir leiteiro de excelente qualidade, proveniente de um produtor da Paraíba. Esta decisão mudou sua vida.….Mas não estava preparado para receber as 60 cabeças de gado Gir na sua Fazenda Caju. Passou por um “grande sufoco” e teve que vender parte do rebanho em janeiro 2018, diz Marinho. E ai começou a produzir leite na Fazenda e o que fazer deste leite? A saída foi vender o leite de vaca integral (fervido) em garrafas PET para amigos e conhecidos em Natal-RN. Mas a produção de leite na Fazenda aumentava. Começou a fazer queijinhos em casa e a vender.

 

Em 2018, abandonou sua atividade principal em Natal-RN, para se dedicar exclusivamente à sua Fazenda e a produção de queijos, após decisão tomada com sua esposa, Marília.

 

Em outubro de 2018, recebeu a Certificação da Queijeira do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN) pela Governadora do Rio Grande do Norte, que foi entregue na Festa do Boi – um dos maiores eventos do Nordeste dos setores agropecuário e agronegócio, que ocorre anualmente em Parnamirim região metropolitana de Natal.

Texto original disponível em http://www.queijocoalhobrasil.com