Sobre nós

Marinho: Primeiro produtor artesanal a legalizar queijeira no Rio Grande do Norte

Localizada no interior do Rio Grande do Norte, a Fazenda Caju detém do título de primeira queijeira artesanal legalizada no estado, pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN).

Marinho.png

Nossa história

            Marinho de Sousa Neto, popularmente conhecido como Marinho, provém de uma família com longa tradição queijeira na Região do Seridó/RN. Sua bisavô e avó produziam queijos e seu tio produz queijos (há mais de 35 anos) na Fazenda Ipiranga no Seridó/RN, ou seja, já são três gerações de queijeiros na família.

            Marinho afirma que em 2007 comprou uma propriedade em Ceará-Mirim, região distante cerca de 35 quilômetros da capital Natal, por apreciar a vida no campo. E então, logo começou a criar gado, por ser algo de que também gostava. Até então, não tinha planos de tornar isso algo profissional.

            No final de 2017, resolveu comprar um gado Gir leiteiro de excelente qualidade, proveniente de um produtor da Paraíba. Esta decisão mudou sua vida.….Mas não estava preparado para receber as 60 cabeças de gado Gir na sua Fazenda Caju. Passou por um “grande sufoco” e teve que vender parte do rebanho em janeiro 2018, diz Marinho. E ai começou a produzir leite na Fazenda e o que fazer deste leite? A saída foi vender o leite de vaca integral (fervido) em garrafas PET para amigos e conhecidos em Natal-RN. Mas a produção de leite na Fazenda aumentava. Começou a fazer queijinhos em casa e a vender.

Em 2018, abandonou sua atividade principal em Natal-RN, para se dedicar exclusivamente à sua Fazenda e a produção de queijos, após decisão tomada com sua esposa, Marília.

            Em outubro de 2018, recebeu a Certificação da Queijeira do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN) pela Governadora do Rio Grande do Norte, que foi entregue na Festa do Boi – um dos maiores eventos do Nordeste dos setores agropecuário e agronegócio, que ocorre anualmente em Parnamirim região metropolitana de Natal.

Texto original disponível em http://www.queijocoalhobrasil.com